Respeito pelo Dinheiro

Você já teve ter ouvido falar na frase que “o dinheiro não aceita desaforo” e isso é uma grande verdade! Não aceita mesmo.

Veja exemplo de artistas ou astros do esporte que ganharam verdadeiras fortunas e que depois de algum tempo quebraram, entre eles Emerson Fitipald, 50cent cantor ou do ator Johnny Depp, do piratas do Caribe.

De maneiras diferentes, estes como vários outros com fortunas enormes, podem vir a perder tudo por não ter uma boa relação com o dinheiro.

Recursos são sempre finitos e decisões erradas podem leva-lo a uma situação de falência.

Lembro sempre do bom exemplo daquele cidadão que ganha 2 salários mínimos e tem sua casa quitada e aquele que ganha 20 salários e tem apenas dívidas.

Você antes de tudo deve avaliar suas necessidades e determinar que padrão de vida você pode e quer levar. Faça isso verificando sua renda fixa e sua renda variável.

Determine sua capacidade e sua necessidade de gastos e passe a gastar dentro deste valor determinado. Verifique para poupar de 15 a 20% de sua renda.

Aquisições, como carro, lancha, casa de praia ou sítio, acabam sendo apenas mais despesas fixas a serem suportadas pela sua renda. Pense! Alugue e só pague pelo tempo de uso.

Uma hora gastos desnecessários podem lhe fazer falta, caso você não tenha uma reserva para períodos emergenciais.

 

 

No caso do Empreendedor a sua renda mensal já deve ser pré-determinada. Determinar um pró labore mensal no qual a empresa possa pagar e que não comprometa o resultado da empresa.

O Ideal que pague uma parte fixa pequena e uma parte variável maior de acordo com o resultado ou com o faturamento.

 

Dou um exemplo bem claro. Sua empresa poderia ter uma venda em 2015 de R$ 290 mil mensais e você ter uma retirada de R$ 10 mil na época. Na data de hoje, com a crise sua empresa diminuiu a venda para, por exemplo R$ 170 mil e sua retirada continua sendo de R$ 10 mil.

Você não concordaria em dizer que esta retirada de R$ 10 mil atual pode ser prejudicial a empresa, pois ela representa muito mais em relação ao faturamento da mesma? Será que com este valor de retirada a empresa tem lucro? Tem Resultado Azul?

Vejo que é muito difícil diminuir padrão de vida. Você já está acostumado a gastar sua renda de R$ 10 mil por mês, mas o correto seria você diminuir seu padrão e passar a ter uma renda condizente com o que a empresa realmente pode pagar.

Não existe corte sem dor, sem sacrifício.

Pense então em poupar da sua renda “na hora das vacas gordas”, para não desfalcar a empresa na hora que ela não pode lhe pagar um salário maior.

A sua empresa não pode ser o lugar onde você se socorre quando não tem mais dinheiro, pois neste caso a falência acabará sendo sua e da própria empresa.

Ordene seus gastos, pense antes de gastar, veja onde você está sendo impulsivo com o dinheiro e se contenha. Sempre é possível reduzir um gasto, portanto reavalie e controle seus gastos.

Lembre-se !! Passe a respeitar o dinheiro, para ele respeitar você!

 

André Koerich

Fechar Menu